quinta-feira, 21 de abril de 2011

As armas da Bruxa

Quem trabalha com a espiritualidade sabe que as vezes se faz necessário o uso de 'catalizadores de energia' o que nada mais são: instrumentos para nos ajudar a ter contato ou direcionar uma determinada energia.

Para isso utilizamos o altar, que é um espaço especial para realizar os rituais e encantamentos. É sempre bom ter um cantinho separado só para isso.
1 - Por segurança;
Cuidados com velas, metais quentes, superfícies inflamáveis, álcool e etc. Segurança em primeiro lugar! Não me vá fazer cagada e depois botar a culpa na Deusa, hem!

2 - Por questões de energia;
É importante o espaço estar limpo de forma física e energética e bem protegido.

3 - O altar também é um dos pontos de proteção da casa, mas ter um altar não é obrigação. :)

Imagem reprodução
Athame ou Espada Ritual
Calma, não vamos matar a galinha preta e nem fazer sacrifícios humanos.
O Athame é um punhal de lâmina dupla, na qual é utilizado para direcionar energias.
Por ter corte e ser feito de aço é um catalizador de energia muito potente, ideal para lançar e abrir o circulo mágico, cortar energias negativas, cortar ervas que serão utilizadas nos alimentos ou em rituais, e para feitiços de proteção e quebra de coisas ruins.
Para alguns, o athame pode representar a energia masculina, e ser trabalhado em conjunto com a energia do ar como na energia do fogo.

Magia com Athame:
Quando se sentir carregado de energias ruins, ou se sentindo fraco (energéticamente) pegue seu Athame e passe em volta do seu corpo de forma leve, puxando todas as energias ruins que te prendem.
Após puxar todas as energias com o Athame, passe sua lâmina no fogo de uma vela branca, repetindo a seguinte oração:
"Fogo que tudo queima, fogo que tudo reluz, limpe a lâmina do meu punhal me trazendo energia da luz!"
Deixe a vela queimar por completa, jogando o que sobrar no lixo!

Caldeirão
O ventre da mãe e o poço das emoções.
O caldeirão serve para todos os tipos de magia que você puder fazer, desde o criar e transformar até o banir. Representa o princípio feminino, o útero da Deusa Mãe, o local aonde tudo se cria, o principio de tudo. Por estar ligado ao elemento água, é muito utilizado em magias que trabalhe o lado psíquico, emocional e tudo aquilo que é inconsciente.
Antigamente era normal entrar em uma casa e ver um caldeirão na lareira ou no fogão de lenha, eu por exemplo tenho boas lembranças das minhas avós com seus caldeirões (saudades).

Magia com o Caldeirão:
Em seu caldeirão você vai preparar um banho de limpeza e purificação, enchendo ele até a metade com água, pétalas de rosas brancas, alfazema e algumas gotas de essência de sândalo.
Tome seu banho normal, e depois de coar o banho, jogue do pescoço para baixo.
Esse banho é muito utilizado para purificar as energias do seu corpo, e também para fazer uma limpeza de nível leve, na qual não retira toda sua energia, apenas transmuta.

Cálice
Mais um instrumento do elemento água, também representa o útero da Deusa Mãe.
Pode ser feito de metal, cristal, madeira, pedra, concha do mar, chifre, entre outros...
Geralmente ele fica em cima do altar, cheio com água, leite ou vinho.

Varinha ou Bastão
Feita de madeira, geralmente de um galho quebrado de árvore, e de espécies mais específicas ao
destino do seu ritual.
Utilizada também para direcionar energia, instrumento do fogo, mas alguns preferem utilizar na energia do ar.

Bolline
É uma pequena faca, geralmente de cabo branco, muito util para cortar ervas.
Algumas bruxas carregam na cintura, claro que em meio a cidade grande você não vai sair por ai, parecendo Crocodilo Dundee, né?!

Sino
Instrumento do elemento ar, utilizado para abertura dos quatro portões dos elementos, após a abertura do circulo.
Os sinos também são tocados em casamentos, rituais funerários e iniciações.

Eu gosto de pensar que tudo na vida é mágico. Pode parecer infantil da minha parte, mas eu acredito que a magia é feita no dia a dia, não só em momentos de rituais.
É muito mágico estar na cozinha fazendo uma comida cheirosa, misturar temperos que surtem um delicioso sabor e servir toda essa alquimia para pessoas amadas.

Uma vez eu estava na casa do mestre Bernard Castilho e este me ajudava a fazer um talismã. Bernard sempre com o seu bom humor sagitariano tentava furar um pedaço de marfim, quando parou e disse: "Vou precisar usar um instrumento muito esotérico: a furadeira!"e caímos na gargalhada no meio do trabalho. Aliás, não há nada que seja feito por ele que não termine com uma deliciosa gargalhada. :)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário: